Notícias

O Poder Público de Foz do Iguaçu, somando os órgãos municipal, estadual e federal, gastam em média R$1,5 bilhão em compras, mas segundo estimativas do Sebrae, apenas 30% dos recursos ficam na cidade. Esses dados foram fundamentais para justificar um requerimento apresentado pelos vereadores Nilton Bobato (PCdoB) e Luiz Queiroga (DEM) que cobra da prefeitura a aplicação da Lei Complementar Federal N°123/2006, que prevê prioridade na seleção de micro e pequenas empresas nos processos licitatórios. As tratativas federais também estão contidas em uma Lei Complementar Municipal e já são objeto de outro requerimento que deve entrar na pauta da próxima sessão. 

Register to read more...

Depois de presidir uma CPI que desvendou inúmeras ilegalidades na terceirização do laboratório municipal e denunciá-las ao Tribunal de Contas do Estado do Paraná, o vereador Nilton Bobato (PCdoB) apresentou na sessão de ontem, 02, um requerimento que encaminha ao TCE o relatório de inspeção realizado pelo Laboratório Central do Estado contendo mais irregularidades envolvendo a Biocenter, gerenciadora dos serviços laboratoriais do SUS.

Register to read more...

Com assessoria de imprensa CMFI

A Comissão Parlamentar de Inquérito que investiga as denúncias averiguadas pela Operação Pecúlio da Polícia Federal, realizou mais uma reunião na manhã desta segunda-feira, 23 de maio, para análise de documentos e também recebimento de denúncias envolvendo Fozhabita. Além disso, os parlamentares decidiram, na reunião de hoje, começar a análise pelas denúncias que envolvem a questão do asfalto e posteriormente vão listar as pessoas a serem ouvidas pela CPI. A prioridade às apurações relacionadas à pavimentação e asfalto se devem à suspeitas de superfaturamento em contrato, licitação dirigida e montagem de cartel.

Register to read more...

O vereador Nilton Bobato (PCdoB) que propôs a abertura da CPI da Operação Pecúlio, com vistas a acompanhar a investigação das fraudes, apontadas pela Polícia Federal, em diversos contratos da prefeitura,  afirmou que fará de tudo “para o efetivo funcionamento da CPI e para chegar a resultados concretos antes do término dos trabalhos”. A declaração feita durante entrevista à rádio local aconteceu logo depois da abertura dos trabalhos da CPI na manhã de ontem (18), que definiu a composição da CPI, objetivos e planejamento das atividades durante os 90 dias de funcionamento. A preocupação é que a CPI pode ser prorrogada pelo mesmo período, ou seja, podendo ultrapassar o prazo das eleições. "Temos que chegar a um desfecho no prazo original". 

Register to read more...

Vídeo

Boletim Informativo

Informe aqui seu email para receber